quarta-feira, 15 de dezembro de 2010



Desde o nosso inicio o mundo nos agride, mas não consegue me calar.
Uma série de obstáculos físicos, mas que não me impedem de te amar.
Nem tão perto e nem tão longe, mas fracamente isso não significa nada.
Aquela música ainda toca meu coração, mas agora deixa minha vida paralisada.
Tento executar algum movimento, mas estou em um tipo de coma induzido.
Eu juro que tentei me preparar, mas é impossível prever algo tão impulsivo.
Inocentemente me joguei de um abismo, mas não foi a melhor solução.
Burramente optei por lagrimas reprimir, mas o choro não é um dragão.
Olhando pro espelho me forço a sorrir, mas não existe valor algum se é falso.
Acredito seriamente ser um pesadelo, mas já acordei e ainda me sinto descalço.
Clamo por uma definição imediatamente, mas o telefone não toca pra me dar respostas.
Pensei que seria um problema passageiro, mas o relógio já deu várias voltas.
Sensação infinitamente infernal, mas você é meu anjo e pode combatê-la.
Dias e noites sem sentido algum, mas isso tudo mudará quando eu a vê-la.
Todos dizem que existem outras, mas estou numa tempestade de areia e não as vejo.
Não sou capaz de simplesmente te ignorar, mas aguardo sem paciência por um ensejo.

2 comentários:

  1. Todos dizem que existem outras, mas estou numa tempestade de areia e não as vejo.


    Keeping the real, e evoluindo.

    ResponderExcluir